Você está aqui

Entrevista SITIVESP: NARCISO MOREIRA PRETO

De 21 a 24 de setembro de 2016, acontece no São Paulo Expo, em São Paulo, a FEITINTAS | Feira da Indústria de Tintas, Vernizes e Produtos Correlatos. Além da área expositiva, a 10ª edição está embasada em eventos de conteúdo, promovendo além dos negócios, a atualização profissional e a troca de informação qualificada.

Narciso Moreira Preto, Presidente do Sitivesp | Sindicato da Indústria de Tintas e Vernizes do Estado de São Paulo, que realiza a exposição, comenta sobre o mercado, as alternativas adotadas para impulsionar o aumento do volume de vendas no setor e as expectativas para a FEITINTAS neste ano.

“Para o evento de 2016 teremos uma entrada temática com a exposição de uma Cartela de Cores, apresentando as tendências para 2017, além de palestras técnicas programadas, que serão eventos importantes com o objetivo de divulgar informações e novas tecnologias para arquitetos, decoradores e especialistas em Pinturas”, afirma Narciso.

1 – Como está hoje o mercado de tintas, vernizes e correlatos?

Atualmente o mercado de tintas, vernizes e correlatos sente os efeitos da crise do País, principalmente porque os dois principais setores em que o nosso produto tem um volume significativo de vendas, imobiliário e automotivo, sofreram queda muito grande nos seus lançamentos.

2 – Crise vai atrapalhar? Tem alternativa?

A crise acaba atrapalhando todos os setores de modo geral. Uma das alternativas em que estamos trabalhando é tentar aumentar o volume de vendas na área que temos maior oportunidade, que é o da renovação e conservação do patrimonio, incentivando o uso da tinta através da campanha, “TRAGA MAIS COR PARA A SUA VIDA”. A campanha, planejada pelo SITIVESP, já está em andamento. A proposta é incentivar o uso de tintas em geral na renovação ou conservação do imóvel, estimulando o consumidor a reformar e proteger seu bem. Além dos consumidores, a campanha também atinge as redes de varejo, já que boa parte das consultas sobre tintas são feitas nos balcões das lojas.

O foco é mostrar como a utilização das cores tem um poder transformador, que pode mexer com as sensações e dar nova vida aos ambientes.

3 – Em sua 10ª edição, a FEITINTAS se tornou um grande evento do segmento. Qual sua importância para os profissionais do setor?

Para os profissionais do setor a feira é uma grande oportunidade para conhecer os lançamentos dos expositores e estreitar relacionamento com os fabricantes.

4 – Em sua análise, quais as perspectivas para o setor?

As perspectivas são boas, porque o governo está com um planejamento sério de ajustes internos e a maioria das consultorias já estão prevendo um PIB positivo a partir do ano que vem. Por tudo que estamos passando, ainda temos um grande déficit habitacional em nosso país. Os programas específicos relacionados a esta área, como o “Minha Casa Minha Vida” e o financiamento para imóveis novos e usados, acabam sendo uma ótima oportunidade para o nosso setor.

O Brasil é um País continental e, além de obras novas de infraestrutura e construção civil, existe o mercado de manutenção, quer seja da linha imobiliária, automotiva ou industrial.

5 – Quais são suas expectativas para esta edição?

O Comitê Brasileiro de Cores foi  convidado pelo Sitivesp para criar o projeto para a entrada da Exposição na Feitintas. O nosso maior objetivo é trazer o público e o expositor para conhecer “UMA VIAGEM PELA COR”, que explora os sentidos e mostra um novo olhar para a sociedade atual.